3 dicas de alimentação para estimular a produção do hormônio do crescimento

Quem treina para o aumento de massa muscular com certeza já ouviu falar sobre o hormônio do crescimento. Junto com a testosterona, o hormônio do crescimento (também conhecido como GH) são dois hormônios muito importantes para a hipertrofia muscular. O GH é um hormônio anabólico e é responsável pelo crescimento de músculos e perda de gordura.

Para aumentar a produção desse hormônio não é necessário a ingestão de suplementos ou de medicamentos duvidosos. Saiba aqui as principais dicas para estimular a produção do hormônio do crescimento.

Reduza o consumo de açúcar

Todos sabem que o açúcar é uma parte perigosa na nossa alimentação. Relacionando ao GH, é mais delicado ainda pois a ingestão de açúcar e outros alimentos à base de farinha branca fornecem glicose e aumentam a produção de insulina. No caso de um quadro hiperglicêmico, isso afetaria a produção do GH reduzindo-o no organismo.

Aumente o consumo de zinco

Esse mineral é muito importante em muitas funções do corpo como auxiliar a produção de enzimas e de proteínas além de influenciar a regulagem hormonal do hormônio GH. Os alimentos que incluem esse mineral são frutos do mar, carne vermelha, aves e peixes. Também é encontrado em castanhas, sementes de abóbora e no leite. A absorção da proteína é mais facilmente absorvida quando ingerida em proteína animal.

Tenha atenção à sua fome

A alimentação fora de hora causa uma perturbação na grelina, o que influencia na produção do GH. Por isso é importante prestar atenção nos sinais que o corpo dá quanto à saciedade. A privação da ingestão de alimentos causa um descompasso na produção de hormônios.

Embora não haja uma maneira concreta de controlar nosso metabolismo, a recomendação é se atentar aos sinais que o corpo dá e não comer fora dos horários estipulados para que o corpo mantenha os níveis de hormônio equilibrados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *